Distritos Tecnológicos – Por Bruna Kherlakian e Lia Garcia

Nas últimas décadas, projetos urbanos foram criados para acomodar as empresas que produzem valor no campo das novas tecnologias de informação e comunicação. Este campo envolve o setor privado, governos, instituições educacionais e organizações não-governamentais (ONGs)e as iniciativas que têm como principais objetivos o desenvolvimento econômico sob o novo paradigma da sociedade da informação, a inclusão social de certos setores da população e de revitalização urbana.

Com isso, esses nós da inovação são projetados com uma orientação estratégica que combina a atração de talentos e a produção de atividades relacionadas à arte, cultura e criatividade, que aumentam a identidade social e sentido de pertença. Juntamente com transporte desenvolvido e sistemas de comunicação, estas iniciativas visam configurar novos cenários de integração, cooperação e competição.

Em dezembro de 2008 foi sancionada Lei n º 2972 de promoção do negócio de tecnologia da informação e comunicação (TIC), na cidade de Buenos Aires e, em seguida, regulamentado em junho de 2009, com o objetivo de reunir todas as empresas ligadas à instituições de ensino prestigiadas e formação TIC relacionados indústria e a conseguir a melhor sinergia possível entre o público privado a academia e a comunidade internacional.

  • Exemplos:
  • Criado em 1984 na China o Shangai Caohejing Hi-Tech Park (CHJ), sobre uma área de aproximadamente mil e quatrocentos hectares.

 Image

‘caohejing hi tech park’ by massimo roj of progetto CMR

Fonte: http://www.designboom.com

 

Image

‘caohejing hi tech park’ by massimo roj of progetto CMR

Fonte: http://www.designboom.com

 

  • International Tech Park Bangalore ( ITPB) criado em 1998 na Índia:

Image

 

  • O primeiro Porto Digital do Brasil, criado em Pernambuco no ano de 2000. Ocupa uma área de cem hectares, a partir da sua instalação a antiga área portuária foi recuperada.

Image

A  necessidade de grandes áreas para a instalação dos distritos fez com que a escolha das localizações recaísse sobre setores portuários ou industriais em processo de desativação ou já livres desse uso dominante de outros tempos. Ou simplesmente áreas degradadas por questões pertinentes ao próprio desenvolvimento de cada cidade – processos que a criação dos diferentes distritos tentou reverter pela sinergia provocada pelo estabelecimento das novas atividades.

 

Distrito Tecnológico de Buenos Aires: 

Através de uma iniciativa do Governo Cidade Autônoma de Buenos Aires, em 2008 foi criado o Distrito Tecnológico dessa cidade com uma área de aproximadamente duzentos hectares.

Seu propósito é semelhante ao que incentivou a criação dos distritos citados anteriormente: reunião em um setor da cidade, de atividades que tenham como interesse comum as Tecnologias da Informação e da comunicação (TICs).

 

  • Localização:

O Distrito de tecnologia se encontra perto do centro de Buenos Aires, no bairro de Parque de los Patricios. Abrange 200 hectares que se estende até os bairros de Nueva Pompeya, Boedo, norte, Sul.

Como elemento central do Distrito, o Parque de los Patricios projetado por Carlos Thays. Em ambos os lados do parque a situação urbana é diferente e ao lado sul que se encontra a maior extensão do distrito.

  • Limites:

De acordo com a Lei n º 2972, criado o distrito, o perímetro marcado por: avenidas Saenz, Boedo, Chiclana, Sánchez de Loria e Brasil, Alberti e Manuel García e Amancio Alcorta Avenue, duas ruas calçadas.

Image

 

Image

Essa área é basicamente uma paisagem com residências térreas ou sobrados. Os volumes que se sobressaem nesse perfil de pouca altura correspondem aos edifícios industriais e galpões cuja localização se intensifica nas proximidades da Av. Amancio Alcorta. O estado geral é de um setor que sofreu pouca renovação construtiva nos últimos tempos.

A existência de um grande número de edifícios vagos ou sem fins produtivos, pronto para ser reciclado, é o pilar para a área de recuperar seu perfil de indústria próspera, agora ligado a tecnologias de informação e comunicação. O bairro tem uma grande variedade de superfícies e terrenos, permitindo que você atenda a necessidade das empresas de diferentes escalas.

A avenida Perito Moreno e a estrada de ferro Belgrano Sur correm de forma quase paralela, separadas por pouco mais de cem metros em alguns trechos. Atravessam o distrito ao sul do parque, e é nas suas margens que esta localizada a área mais deteriorada do setor.

  • Plano de Zoneamento:

Image

 

  • Acessibilidade:

O Parque dos Patrícios foi eleito sede do distrito de tecnologia por sua excelente acessibilidade:

  • 19 linhas de ônibus ligam o distrito com o resto da cidade e de Buenos Aires.
  • A estação Caseros da linha de Metro H já está em funcionamento e terá 4 estações mais do que atravessam o distrito.
  • A rodovia 25 de maio conecta rapidamente a área de tecnologia com os principais acessos da cidade rapidamente.

 Image

  • Benefícios:

A Lei n º 2972 fornece os benefícios listados abaixo para todas as empresas que estão localizadas dentro da área há 15 anos, no caso das PME, de origem nacional e 10 anos no caso de empresas estrangeiras, desde a entrada em vigor da lei:

• Isenção de pagamento do imposto a receita bruta.

• Isenção das contribuições de iluminação, varrição e limpeza, territoriais e pavimentos e calçadas (ABL)

• Isenção do pagamento de direitos de delineação e construções.

• Isenção do pagamento das contribuições de iluminação, varrição e limpeza de imóveis na área que são próprios ou alugados pelos funcionários em relação de dependência de empresas registrado no estado de direito.

• Linhas de crédito preferencial do banco cidade de Buenos Aires para financiamento da compra de imóveis e construção e para aquisição de habitação.

• As instituições educacionais, acadêmicas e formação estabelecidas no distrito tecnológico poderão desfrutar dos mesmos benefícios.

• Esquema de alfabetização bilíngue e tecnológica para escolas públicas localizadas na área tecnológica.

Norma completa: http://cai.mdebuenosaires.gov.ar/contenido/editor/Ley%202972PromociondelasEmpresasTIC.pdf

  • Banco Ciudad

Conforme informação do Governo da Cidade, em novembro de 2011 já eram noventa e cinco empresas que se encontravam funcionando ou em processo de instalação do distrito desde a sua criação.

Como uma forma de afiançar a consolidação do distrito, o Banco Ciudad começou a construir no local a sua nova sede corporativa. Esta ocupará um quarteirão inteiro em frente ao Parque. Este terreno apresenta uma área de mais de onze mil metros quadrados.

O projeto surgiu de um concurso publico que ocorreu em 2010, com dezessete propostas. O vencedor foi o arquiteto inglês Norman Foster (Foster & Partners), associado a equipe local dos arquitetos Berdichevsky, Cherny e Minond.

Segundo o memorial descritivo do projeto, e observação das obras que já foram iniciadas, a planta do edifício vai ocupar a totalidade do terreno. O projeto aproveita que o edifício esta localizado de frente ao parque com a utilização de uma fachada transparente e com criação de um espaço central interno que percorre toda sua altura, através da qual todas as áreas estão relacionadas. Isso possibilita que a visão da paisagem seja permanente a partir do seu interior.

Image

 

Image

 

Image

A estrutura do edifício feita em concreto armado. Uma cobertura única de formas onduladas, também construída em concreto, contribui para a consolidação da imagem de um único espaço interior integrado.

O projeto incorpora um conjunto de aspectos sustentáveis associados fundamentalmente a redução do consumo energético.

Na sua criação, o distrito é a virtualidade de um território que definido pela possibilidade de que aqueles integrantes do setor das atividades assinaladas, como características desse lugar se apropriem de uma serie de condições que podem ser aplicadas apenas dentro dos seus limites.

  • Comentários:

Espera-se que a criação do distrito impulsiona a renovação da área pela adaptação aos novos destinos de edifícios industriais que se encontram em desuso e pela construção de novas obras que aproveitem a quantidade de terrenos vagos e o incremento da capacidade construtiva para as obras da área sul da cidade.

Com o passar do tempo e dependendo do sucesso que tenha essa iniciativa, as mudanças físicas irão acompanhando a sua conformação: Com novos edifícios, com a recuperação, atualização de outros e a visibilidade da concentração da atividade a qual o distrito se destina.

 

  • PERGUNTAS FREQUENTES:

1) Eu estou em um dos limites da área de tecnologia, mas na calçada “em frente”. Eu estou dentro ou fora do distrito?

Você está na área tecnológica. A lei indica que as duas calçadas das avenidas que marcam o limite do distrito estão incluídas.

2) Eu sou uma empresa cuja atividade não está relacionada com a tecnologia da informação e comunicação (TIC). Eu posso mudar para o distrito de tecnologia?

Sim, porém se tornar um beneficiário das políticas abrangidas pela lei não, só são beneficiados as pessoas físicas ou jurídicas estabelecidas no distrito tecnológico cuja actividade principal se refere às TIC.

3) Quais são as atividades incluídas na definição de TIC?

Eles são:

– Desenvolvimento de produtos de software e sistemas, módulos, rotinas, procedimentos, documentação e semelhantes, integradas ou complementares a esses produtos.

– Computador, serviços e desenvolvimento de software personalizado.

– Prestação de serviços de computador ligados a processos de negócios, tanto para uso por terceiros quanto para uso próprio (centros de serviços compartilhados).

– O desenvolvimento de produtos e serviços de software, ou que você vá criar no futuro, para ser efetivamente aplicado a atividades como marketing interativo, e-commerce, prestação de serviços de aplicativos, publicação eletrônica, entre outros.

– Desenvolvimento e implementação de software incorporado ou inserido.

– Produção de hardware, o significado é a fabricação de peças, partes e componentes de equipamentos de informática.

– Centros de atualização, aperfeiçoamento e formação de professores e alunos do sistema educacional.

Referências:

  • Revista Summa + edição de maio de 2012 pagina 128

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s