WWW.ARCHELLO.COM – Bruna Kherlakian e Lia Garcia

INTRODUÇÃO

A rede Archello permite que pessoas e empresas ao redor do mundo compartilhem a sua experiência no ambiente da arquitetura. Todo mundo pode contar sua história. Pessoas e empresas podem se conectar uns com os outros, para projetos, produtos ou materiais. Fazendo conexões, os usuários de Archello expandem sua rede e se apresentam para a indústria da construção. As ligações são feitas e a história torna-se animada com o emblema de conexão ligando os pilares de Archello. É uma plataforma livre e aberta, onde você expõe a sua opinião.

OS PILARES

Uma história pode ser feita sobre qualquer um dos cinco pilares da Archello; projetos, produtos, materiais, empresas ou pessoas. Você pode adicionar a sua história, fazer sua conexão com a arquitetura e compartilhar sua experiência. Qualquer um pode ler a sua história, comentar sobre isso, ver as mídias relacionadas, links relacionados ou adicionar sua própria história.

 

LAYOUT

Image

 

 

 

 

 

BHARTIYA CITY, PRÁTICA BROADWAY MAYLAN ARQUITETOS

Postado em: 2 de Novembro de 2012

 

            Uma nova cidade abrangendo 125 hectares no norte de Bangalore, Índia, foi lançada pela imobiliária e empresa de desenvolvimento de infra-estrutura Bhartiya Urbana, parte do grupo Bhartiya, com a entrada principal do escritório global de Arquitetura, Urbanismo e Design Prática Broadway Malyan.

Image

 

Bhartiya City é o maior desenvolvimento urbano dentro dos limites da área de qualquer metrópole da India e fornecerá uma mistura totalmente integrada de residencias, comércio, hospitalidade e zona de usos econômicos especiais como escola, cuidados de saúde e esportes, tornando-se o primeiro de seu tipo no país.

            A cidade é projetada para ser altamente sustentável, com os moradores vivendo nas proximidades de seus locais de trabalho e assim chamados de ‘terceiros espaços’, com toda a cidade sendo acessível a pé ou de bicicleta e com ligações a redes principais de transporte por estrada, assim como uma potencial futura conxão de trilhos. 

            A Prática tem trabalhado com o cliente Bhartiya Urbana desde que seu Presidente definiu sua visão inicial para uma melhoria da qualidade de vida para os habitantes na Índia, com o escritório nomeado para apoiar o plano do cliente para proporcionar um desenvolvimento aberto, acessível e inspirador da cidade. 

            A cidade compreende  460.000 metros quadrados de uso misto, com seis torres de escritórios características, três hotéis, um centro de convenções, um centro comercial, cinema, parque e grandes domínios paisagísticos, como a praça de celebração, uma área de atuação pública que irá acomodar 5.000 pessoas.

            Uma vez que a Prática abriu seu escritório de Mumbai em 2011 suas equipes têm entregado projetos em todo o país, incluindo o planejamento, misturado a regimes de utilização e hospitalidade em Bangalore, Chennai, Delhi e Hyderabad, assim como planejamentos para a criação de novas comunidades.

Image

 

Investimentos em construções na Índia estão em níveis recordes, com grande demanda de espaço residencial, comercial e industrial. Melhorar a infraestrutura do país é prioridade do governo indiano. Em seu décimo primeiro plano quinquenal (2007-12) investiu U.S. 500 bilhões e a Comissão de planejamento da Índia estabeleceu planos detalhados para gastar mais de 1 trilhão até 2017. A Índia também é segunda perdendo apenas para a China no número de projetos de parceria público privada (PPP).

 

 

RING CITY, TIAGO BARROS ARQUITETOS

Postado em: 23 de Outubro de 2012

Image

 

O projeto da “Ring City” – Cidade Anel – foi recentemente apresentado pelo arquiteto português Tiago Barros para “International Ideas Competition New York CityVision”  organizado pela revista “City Vision”.

            O projeto futurista propõe uma nova cidade em “rede”, com um sistema que desafia a gravidade e se integra a estrutura já existente, dando  espaço para um crescimento horizontal.

            Segundo o arquiteto Tiago : “O passado pode existir sem um futuro, mas certamente não há futuro sem passado. O futuro será sempre uma consequência dos habitantes e das suas escolhas, atitudes, política, regras e planeamento urbano”. Ou seja o passado definiu a cidade de Nova Iorque como ela é hoje em dia: uma estrutura vertical, que representará “ pilares para a nova cidade que virá”.

            A “Ring City” permitirá uma expansão horizontal da cidade através de anéis. Com diferentes raios e níveis farão com que haja algumas sobreposições entre eles, formando uma espécie de rede de edifícios. Edifícios esses que serão construídos sem desprezar o crescimento vertical que a cidade teve até os dias de hoje.

Image

 

Apesar de serem suportados pelos prédios que os rodeiam, cada anel apresentará uma estrutura autoportante e um vazio em seu interior. Além disso, foram propostas tiras magnéticas que irão interligar as novas estruturas, e servirão como trilho para o transporte, fornecendo fácil acesso a seus ocupantes.

Image

 

Em relação a cobertura, cada um destes elementos possuirá um sistema que limpa e reutiliza as águas pluviais, além de funcionarem também como uma espécie de parque verde em altura, o que irá ajudar a cidade americana a reduzir significativamente as emissões de CO2. Como o próprio autor do projeto explica: “ Seria um novo futuro construído sobre o passado existente”.

Image

 

Image

 

 

 

COMPETIÇÃO PARA O NOVO ESTÁDIO NACIONAL EM TOKIO, ANDREA MAFFEI ARQUITETOS

Postado em: 6 de Novembro de 2012

Image

 

O concurso para o novo estádio nacional de Tóquio, que começou em julho e terminou em setembro de 2012, pediu uma proposta para os Jogos Olímpicos de 2020. O escritório Andrea Maffei propôs um projeto cuja intenção era permitir que as pessoas se sentissem muito perto da atividade de dentro, para os atletas e jogadores de futebol, para a atmosfera emocionante em que o espectador é envolvido diretamente nos jogos. Ao mesmo tempo que também quiseram projetar um espaço que era flexível, que pudesse acomodar grande variedade de esportes destinados para este tipo de construção, concentrando-se especificamente na circulação, o que tornaria o movimento fácil e melhor fluído. Na frente da área do grande estádio, há um espaço público principal que cria uma nova Praça do Festival de esporte, cujo telhado protege as pessoas da chuva e fornece sombra nos meses quentes de verão. O espaço foi destinado a ser usado para o exteriores e eventos como concertos, campanhas políticas, pequenas atividades esportivas, feiras e muitos outros.

Image

 

O telhado principal do estádio é caracterizado por uma grande abertura circular de 120 metros que pode ser mantida aberta ou fechada quando uma cúpula de luz de aço e tecido é deslizada. Quando aberto, a cúpula se assimila o Panteão, em Roma. O tamanho do furo corresponde ao campo de futebol abaixo e permite que a luz natural penetre e ilumine o campo de grama e as pistas de corrida. Este ambiente é único na história dos jogos, como ele vai ser um espaço novo e excitante para os seus espectadores envolvidos

Image

 

A circulação permite que as pessoas acessem o telhado através de uma rampa que círcula ao redor do estádio e termina no topo, movendo as pessoas para as trilhas ao ar livre e auditório coberto. Pela primeira vez na história, o telhado pode ser usado por pessoas para praticar esportes e assistir os muitos eventos diferentes que podem ser desdobrados abaixo ou sob a cúpula de telhados. A intenção era fazer com que a estrutura fosse capaz de sustentar, dentro da parcela limitada da terra, muitas das atividades que nos Jogos Olímpicos anteriores tiveram a necessidade de múltiplas instalações.

Image

 

Pela primeira vez no estádio muitos eventos diferentes podem ocorrer simultaneamente em diferentes lugares: a arena principal com 80.000 lugares, em frente a Praça coberta e o grande telhado com atividades esportivas e uma cúpula móvel. Não é um estádio fixo de esporte, mas com múltiplas atividades. No caso do futebol, a arena principal pode ter um aumento para 90.000 lugares, movendo-se a 5 metros para baixo do campo de futebol e extraindo 10.000 lugares adicionais.

            A fachada de madeira é uma maneira de relembrar da antiga arquitetura japonesa, no entanto, também se destina a mistura com a floresta de colunas que envolvem a estrutura e que sustentam o telhado, rampa e faixas. É uma estrutura como não vimos antes aplicado aos estádios famosos mundiais.

Image

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s