Archdaily Brasil

ImageO site Archdaily Brasil nasceu em Março de 2008, com o objetivo de passar informações completas para os arquitetos ao redor do mundo, desde projetos, produtos, eventos, entrevistas, entre outras coisas.

De acordo com ele a equipe editorial trabalha conjuntamente com muitos escritórios influentes do mundo todo levando um conteúdo de qualidade e específico para o público de arquitetos , designers, consumidores e formadores de opinião. Essa equipe é formada por:

  • David Basulto, Arquiteto – Editor Executivo
  • David Assael, Mestre em Desenvolvimento Urbano – Diretor
  • Giovana Fernandes, Arquiteta Urbanista – Editora
  • Joanna Helm, Arquiteta Urbanista, Mestre em Gestão e Desenvolvimento Habiltacional – Editora
  • Igor Fracalossi, Arquiteto Urbanista, Mestre e Doutorando em História e Crítica da Arquitetura – Editor
  • Fernanda Britto, Estudante de Arquitetura e Urbanismo –Colaboradora
  • Thiago Braga, Jornalista, Filósofo, especialista em língua espanhola – Colaborador

Image

Image

A página:

As matérias do site podem ser separadas por país, tipo ou procedimento, a lista para organização dos projetos por local ou tema encontra-se do lado direito um pouco bara baixo. Isso facilita a pesquisa de projetos.

Na página inicial além da separação dos projetos, encontramos os patrocinadores ao lado direito em cima,  e os concursos em destaque, entrevistas e eventos. Nessa pagina também encontramos as fotos publicadas no aplicativo Instagran e Flickr e os tuwiters.É possível receber notícias do site digitando o email no campo para receber os newletter.

Na barra de cima podemos selecionar qual o tipo de matéria que mais nos enteressa  ver, notícias, artigos,concursos, eventos,entrevistas ,projetos, clássicos  e produtos, é importante ressaltar que só encontramos projetos completos, com plantas cortes e imagens na parte de projetos.Na parte de baixo do site encontramos os projetos divididos em, projetos recentes, Projeto mais vistos, e notícias recentes.

Ao abrirmos o projeto percebemos ao lado da foto uma parte que contém algumas propagandas.

A apresentação dos projetos:

 Image

               A apresentação dos projetos no ArchDaly sempre começam com títulos bem compridos, no caso desse post “É concluído em Hamburgo o primeiro edifício do mundo alimentado energeticamente por algas.”, como podemos ver não é um título rápido, ele é praticamente um resumo da notícia.

Depois encontramos uma imagem e ai começamos a ler sobre o edifício. Esse edifício possui uma tecnologia de uma “fachada com algas bio-adaptativa”, ou seja, tem como objetivo a autossuficiência energética do prédio a partir da produção sustentável de energia através da fachada.

Foram responsáveis pelo projeto a empresa design Arup, SSC Strategic Science Consultants e Splitterwerk Architects. De acordo com a design Arup a arquitetura passará por muitos avanços tecnológicos, possibilitando a criação de edifícios que se adaptam as condições ambientais a sua volta. Um exemplo de avanço são as pinturas fotovoltaicas além de novas tecnologias de manutenção, que estarão disponíveis em um futuro muito próximo.

              A fachada funciona como um organismo vivo, reagindo ao local, meio ambiente e pessoas a sua volta. Ao receber luz solar as algas crescem rapidamente, cobrindo a fachada e fazendo sombra no interior do prédio, as algas também são responsáveis pela fotossíntese que gera energia limpa e renovável para utilização do edifício. Além disso estão presentes nesse mecanismo “bio-reatores”  que absorven o calor  solar, sendo outra fonte de energia sustentável para o prédio.

ImageImage

Projeto: Estação Antartica Comandante Ferraz 

 Image

 Image

Image

Este projeto foi pensado para o conforto e funcionalidade, e fácil montagem. Com peças pré-moldadas modulares, e uma topografia quase sem desnível a estrutura se alicerça de maneira solida assim mesmo que haja mudança no gelo (desgelo e variações de temperatura) o edifício permanecera intacto.

Os matérias utilizados atendem as necessidades do alto desempenho ambiental, evitando a perda de calor pelas paredes e envoltórias, e também pela utilização inteligente do espaço por meio da automação e da utilização sazonal, este sistema tem fechamento automático de algumas aberturas e ambientes durante o inverno.

Os setores funcionais estão organizados em blocos que distribuem os usos, assim o bloco superior, abriga os quartos, áreas de serviço e o jantar/estar e no bloco inferior estão laboratórios e as áreas de operação e manutenção.

A edificação faz a reutilização e tratamento de agua, e se mantem funcionando por meio de energia fotovoltaicas, eólica (VAWT) e também proveniente da queima de etanol.

Projeto interessante, o Archdaily Brasil mostra que não se prende a padrões de projetos ou ideias, e está sempre inusitado, apresentando ao público mostras de edificações no mundo e no brasil todo.

Este projeto pela Estúdio 41, foi ganhador do concurso internacional para a construção desta edificação na Antártica. Como meio de passar a informação ao leitor, a imaginação e a forma quase didática do texto se exaltam, utilizando até mesmo explicações por cota dentro do texto junto com as imagens, para um maior entendimento.

ImageImageImageImage

Este projeto foi pensado para o conforto e funcionabilidade, e facil montagem. Com peças pre

Em geral uma ótima apresentação dos fatos, entendimento e explicações das estruturas, materiais e do sistema de conforto térmico.

O projeto está localizado na Península Keller Baia do Almirantado, Antarctica. Tem como fatores de destaque a Automação, gestão de agua e energia, calefação por ambiente inteligente e o sistema de co-geração.

Image

Projeto:Villa Ronde / Ciel Rouge

 Image

Image

                     O formato redondo e orgânico dando uma bela vista do contexto do local, e este formato também favorece a estrutura (pois não tem arestas) que deve resistir aos fortes ventos do local.  A circulação do ar natural é devido aos vãos livres que permanentemente ventilam a casa. A utilização do teto-verde é para diminuir a bruta variação térmica. As aberturas da casa foram pensadas para a vista de pontos específicos da paisagem.

A Villa Ronde tem 1800M², foi projetada e foi realizada por Ciel Rouge Creation e Henri Gyeundan Architects.

                    A exemplo da diversidade de estilos, este projeto em forma orgânica como o texto diz abriga uma residência, um museu privado, uma casa de hóspedes e nada mais que um Resort particular. Muitas fotos, de bons ângulos, porem algumas delas com péssima qualidade e outras em resoluções altas.

ImageImage

ImageImage

 Image

Todos os projetos vistos, com excelentes apresentações, com plantas cortes e elevações. Escritores com boa base argumentativa, leitura agradável, blog recomendado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s