Inhabitat

Luiza Conde e Roberta Tiemi

001

O blog Inhabitat foi fundado pela arquiteta e LEED-AP green designer Jill Fehrenbacher e foi lançado no ar em 2005. Jill Fehrenbacher é formada pela Brown University, St. Martin’s College e também, pela Colombia University. Tem especializações em design sustentável, “design verde”, design de iluminação e design interativo. Ao lançar o blog, Jill Fehrenbacher tinha a esperança de melhorar o mundo através do pensamento sustentável que o seu blog traria aos seus leitores.

O blog foi fundado com o intuito de investigar o futuro do design buscando inovações tecnológicas e novos materiais no mercado que fazem com que a arquitetura e o design sejam voltados para a sustentabilidade. Ele também busca investigar novos produtos, design de interiores e o design arquitetônico. Com isso ela criou o blog Inhabitat e determinou que seu lema seria “design will save the world” – ou seja, o “design salvará o mundo”.

002

Os principais temas abordados são: inovações tecnológicas, construções sustentáveis, energia eficiente no design de interiores, novas fontes de energia sustentável e produtos sustentáveis de design.

O corpo do site é simples e não contém informação excessiva que poderia complicar ou distrair a visualização do leitor do blog. Outro fator positivo do blog é que é fácil achar informações nele por ele ser tão simples.

Abaixo está uma foto editada de como é o corpo do blog. Essa imagem foi posta para mostrar as informações que são fixas na página inicial do blog Inhabitat:

003

No topo estão os seguintes tópicos:

  • Arquitetura;
  • Interiores;
  • Produtos;
  • Tecnologia;
  • Energia;
  • Meios de transporte;
  • Moda;
  • Arte;
  • Crianças;
  • Concursos.

No canto esquerdo superior encontramos o nome e o lema do blog. À esquerda tem uma faixa verde.

No canto direito em laranja, está um ícone onde as pessoas podem postar propaganda no Inhabitat. Abaixo desse ícone, encontramos um local onde você pode se inscrever para receber um boletim informativo do blog. Em seguida, encontramos os ícones das redes sociais que é uma indicação que as pessoas podem seguir o Blog Inhabitat por essas redes sociais. E finalmente, abaixo disso está uma propaganda – a mesma que vemos no topo do site do lado do nome do blog – da Boston Architectural College. Quando a propaganda do canto direito é alterada – isso ocorre quando o visitante clica em um tópico e passa a ser redirecionado à uma nova página – a mesma que se encontra no topo do blog também passa a ser alterada.

Ao clicar no tópico de cada site, o visitante do blog é redirecionado à uma página nova. Abaixo pode-se ver como é a página que o visitante é redirecionado:

Ao clicar em cada um dos tópicos – arquitetura, interiores, produtos, tecnologia, meios de transporte, arte e concursos – o visitante do blog é redirecionado à uma página do mesmo blog que mostra cada um dos artigos sobre aquele mesmo tópico como pode-se ver no exemplo abaixo:

  • Arquitetura:

004

Entretanto, ao clicar no tópico “Moda” ou “Criancas”, o leitor é direcionado à um novo site/blog como podemos ver em cada um dos exemplos abaixo:

  • Moda:

005

Somos redirecionados a um outro blog que se chama Ecouterre. Esse site é voltado aos tópicos a seguir: moda sustentável, ao design sustentável e à uma vida sustentável. Aqui podemos encontrar textos sobre cada um desses tópicos citados acima.

  • Crianças:

006

No caso do tópico “crianças” do site Inhabitat, somos redirecionados ao blog Inhabitots que é da mesma fundadora do blog Inhabitat, a Jill Fehrenbacher. Esse site é voltado à mães e mostra como é possível continuar levando uma vida sustentável mesmo tendo filhos. Ele aborda temas como: móveis, decoração, roupas, alimentação, dormir, brincar, roupas, saúde, aparelhos e educação. Em cada um de seus temas, existem artigos sobre produtos ou meios sustentáveis.

Projetos Apresentados:

titulo 1

Este projeto é sobre o novo campus do Seattle Amazon, que fica perto do South Lake Union e de um núcleo comercial. O plano prevê três torres, nas extremidades, de 37 andares, completados por menores volumes, espaços abertos, parques, instalações de arte e telhado verde.

Originalmente, no centro do campus era um parque público e um volume retangular baixo com telhado verde.

A NBBJ, construtora responsável pelas mudanças no campus, está mudando este conceito, através da ideia de inserir três biosferas no lugas do antigo parque público.

A maior biosfera, a central, será com 130 metros de diâmetro e, as outras duas biosferas laterais, com 80 pés de diâmetro. Em seu interior haverá uma variação de locais de trabalho, salas de jantar salas de reunião, salões, espaços públicos e zonas botânicas, as quais terão árvores maduras de climas quentes, plantas de diferentes espécies.

A estrutura seria de ferro e vidro, a qual seria preenchida com ar fresco e luz natural, o uso de luz artificial seria somente por luz de led, já que a intenção da NBBJ é de obter a certificação de LEED Gold, o que ajudará a diminuir o consumo de energia. A posição das esferas também foi pensada para que a sombra dentro e fora delas não fosse prejudicial aos meios.

O projeto proposto esta para ser finalizado em 2016 e antes de ser aceito pelo Conselho Municipal foi criticado, mas, foi considerado melhor do que o projeto atual.

001 a

001

002

003

004 005 006 007 008 009 010 011

012

titulo 2

O College of Desert é uma faculdade comunitária com cerca de 3.400 alunos de período integral, que está localizado no Vale do Coachella, Califórnia. O grande foco da reforma da escola será a produção de energia renovável, que contará, também, com a ampliação da escola para que exista novos laboratórios, painéis solares e turbinas eólicas. Novas abordagens sustentáveis e inovadoras serão adotadas no vale do Campus.

O plano enfatiza a produção de energia juntamente com a conservação substancial e eficiência energética, aproveitando os resíduos em parceria com empresas verdes. O colégio também vai criar um modelo nacional de pesquisa sustentável e ensino que sustente a economia local e a necessidades educacionais de Coachella.

Para suprir as necessidades de energia da escola haverá uma parceria com uma fazenda local para, que assim, a escola possua 60 hectares de produção de energia. No centro do campus haverá um tanque artificial que recolherá a água da chuva e irá conduzi-la para um tanque de retenção, onde será armazenada e usada para a irrigação das áreas da escola. Painéis de metal perfurados serão utilizados nas fachadas dos novos edifícios para que haja ventilação natural. Outros detalhes do prédio sustentável será o ganho de calor das fachadas, que será diminuído, sombreamento, técnicas de iluminação natural, sistemas mecânicos eficientes energeticamente e paisagismo nativo.

001

002

003

004 005 006

titulo 3

O estádio Governador Magalhães Pinto, ou Mineirão, sofreu uma reforma onde recebeu painel solar no telhado.

O estádio terá um painel solar de 2,5 MWp que fornecerá energia solar suficiente para alimentar cerca de metade do estádio.

A obra foi financiada pelo banco alemão KfW e CEMIG, que disponibilizaram 16.100 mil dólares. A arena de esportes funciona através de energia renovável, e a energia gerada por ele não será usada no estádio e, sim, na vizinhança ao redor do estádio.

Outros estádios do Brasil também estão sendo equipados com painéis solares, como: Maracanã, no Rio de Janeiro e o Estádio do Pernambuco, que será equipado com aquecimento solar nas cozinhas, banheiros e vestiários.

001

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s