The Vertical Village- Rafaella e Gilberto

Image

O grupo MVRDV , e a JUT Foundation for Arts and Architecture abriu a quarta edição da exposição  “Museum of Tomorrow””, em Taipei, capital de Taiwan. O  título “The Vertical Village”, é uma exposição que explora a transformação urbana rápida na Ásia Oriental, as qualidades de aldeias urbanas e o aumento da densidade populacional.

A Vila Vertical surgiu como uma alternativa radical à arquitetura  de blocos idênticos de apartamentos  e suas conseqüências para a cidade. A exposição consiste em uma pesquisa analítica, de uma grade de modelos, vários modelos,e um documentário.

O Conceito:

A pressão sobre as cidades do Leste Asiático tem levado a uma crescente urbanização e densificação durante as últimas décadas. Ele abriu caminho para a construção de edifícios gigantescos, principalmente torres, blocos e lajes. Estas aldeias urbanas formam comunidades principalmente intensas e socialmente e altamente conectadas, com enorme identidade, e  individualidade.

Pode-se falar de ecologias urbanas, comunidades que se desenvolveram ao longo de séculos. As unidades de apartamentos idênticos oferecem um padrão de vida ocidental, a um preço acessível, mas sem  diferenciação, flexibilidade e expressão individual.   A exposição oferece uma alternativa, uma vila Vertical contemporânea – uma comunidade tridimensional, que traz a liberdade pessoal, a diversidade, flexibilidade e a vida de uma vila de volta, sem precisar coloca-los em blocos fechados que os tiram a vida.

O projeto ganhador:

Image

Image

Image

Image

Durante a Exposição na Bienal de São Paulo, esse projeto, localizado no Centro Cultural de São Paulo, questiona se esse modelo pode ser aplicado na cidade, e o que mudaria na tal.

Concluimos que, Sim, pode ser aplicado, e não só pode como deve, nas regiões da “periferia”, seria uma aplicação justa para os que ali moram, pois as Vilas tem o mesmo estilo de vida, e por isso seria muito mais interessante para eles um modelo assim á um prédio, um cubo onde não se tem “vida” como eles tem, tirando assim, a essência dessas famílias. E de certa forma, quando vemos os chamados Conjuntos Habitacionais, com mil roupas penduradas para fora e essas imagens muitos comuns em São Paulo, vemos mais uma vez, que estamos impondo um modo de vida que não faz parte das pessoas que moravam tanto nas vilas, quando na periferia.

– The Vertical Village.

Rafaella e Gilberto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s