Andrés Jaque x Supersudaca

Daniela Regatieri Meilus
Supersudaca

Supersudaca é um grupo de jovens arquitetos latino-americanos que se conheceram e estudaram no Instituto Berlage, em Rotterdam. Em 2001, o grupo estabeleceu uma rede de colaboração que reúne aqueles que trabalham em arquitetura na América Latina. O grupo original de nove arquitetos agora se espalha em seus países de origem Peru, Argentina, Uruguai, Chile e Curaçao. O método de trabalho do Supersudaca incluiu exposições, ações no espaço público, seminários e workshops com alunos de várias universidades em todo o mundo; estes e outros eventos em ambientes acadêmicos são frequentemente utilizados para lançar projetos.

Seu lema de condução principal tem sido a de se conectar com projetos diretamente relacionados com a percepção pública, como espaços de lazer, espaços públicos, instalações etc. Em vários locais, como Caracas, Lima, Tóquio e Buenos Aires.

Seu primeiro trabalho foi Y PREVI? . Uma investigação do experimento habitação social PREVI Lima, premiado no IV Bienal Iberoamericana.andres

Logo, veio o trabalho Al Caribe! Uma pesquisa sobre o impacto territorial do turismo no Caribe ganhou o Prêmio de Melhor Entrada na II Bienal Internacional de Rotterdam. De lá estudos surgiram sobre o potencial turístico de massa no Caribe e a exploração do potencial dos territórios da área costeira.

Mais recentemente Supersudaca também começou a praticar ideias diretamente arquitetônicas e ganhou a competição internacional de habitação social “vanguarda” em Ceuta, Espanha com 170 casas.

andres

Andrés Jaque (Madrid, 1971) é um arquiteto espanhol que explora na sua obra o papel da arquitetura na construção das sociedades.

Em 2003 criou, em conjunto com um pequeno grupo de arquitetos, desenhadores, jornalistas, sociólogos e economistas, o Atelier de Inovação Política, uma plataforma de reflexão que reivindica a dimensão política da arquitetura.

O Atelier de Inovação Política, uma prática dirigida por Andrés Jaque, desenvolve projetos arquitetônicos que trazem a inclusão na vida diária.

O Projeto COSMO, de Andrés Jaque, se baseia na cidade de Nova Iorque. Um estudo feito pelo seu Atelier de Inovação Politica, levantou que só na cidade mais de dois bilhões de galões de água circulam sob ela, e o projeto faz uma resposta a esse dado, ele é um artefato móvel feito de elementos de irrigação, tornando visível o urbanismo de tubulações que se escondem no subsolo da cidade. O projeto é concebido para filtrar e purificar 3 mil galões de água que elimina as impurezas, equilibra o PH e aumenta o nível de oxigênio na água.

COSMO1

Ela é projetada como um protótipo que funciona tanto online como off-line. Seu maior objetivo é incentivar a consciência, proporcionar às pessoas água potável e gerar debates sobre o tema.

COSMO2

COSMO também tem outro objetivo, ele cria ambientes pra festas. A noite é possível ver a malha plástica brilhar, por um complexo processo bioquímico, automaticamente quando a água é purificada.

COSMO4

COSMO3


ANDRÉS JAQUE X SUPERSUDACA

Tanto Andrés Jaque quanto Supersudaca, a importância da relação entre a realidade e o projeto é essencial. Ambos se preocupam em estudar o entorno, as condições e vão além do estudo da arquitetura em si.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s