BIOTECNOLOGIA/ BIOLUMINESCÊNCIA INSERIDOS NA ARQUITETURA – Media-TIC Barcelona

Bárbara Miranda, Letícia Miranda e Marcela Bedin

bioluminece_iyr0nt

O QUE É BIOLUMINESCÊNCIA?

A Bioluminescência é uma reação química regulada por um gene, que permite que alguns organismos produzem luz. 90% dos organismos marinhos, algas, águas-vivas, lulas, peixe ou camarão tem essa capacidade.

bioluminescence_jxxpsf

O OBJETIVO GLOWEE: Repensar a maneira como produzimos e consumimos luz , oferecendo primeiro um material leve, suave , cultivável , que não exige nem electricidade nem a instalação de infra-estrutura para operar.

batiment1_oakho0 schemafonctionnel_bsu7i4

Iluminar ruas e fachadas sem o uso da eletricidade já é possível, isso porque a empresa francesa Glowee criou um sistema de iluminação que faz uso de bactérias geneticamente modificadas.

E como isso é possível? A ideia surgiu quando um dos sócios fundadores da empresa assistia a um documentário a respeito de animais marinhos e peixes que eram capazes de produzir luz própria. Sendo assim, as bactérias (que não são toxicas) recebem das lulas um gene responsável pela luminescência e são cultivadas em uma solução de nutrientes que permite a multiplicação destas.

vitrine_1a_bp1krd

É importante notar que esse método pode ajudar na redução da emissão de CO2, porem, a vida útil desse sistema atualmente é de apenas três horas.
*Na prática: os clientes que aderirem a esta tecnologia, sendo publico ou privado, pagarão uma taxa de inscrição para que a iluminação possa ser renovada todas as vezes em que as bactérias deixarem de emitir luz.

Captura de Tela 2016-05-31 às 10.07.07

GLOWING PLANT PROJECT
Outro projeto interessante que trata da produção e emissão de luz por meio de um organismo vivo é o desenvolvido pelo Glowing Plant Project (Califórnia), este foca principalmente em injetar genes de bioluminescência em plantas de floração. Tal projeto é dividido em três etapas: projetar, imprimir e transformar.

Captura de Tela 2016-05-31 às 10.09.44

 

Etapa 1 – Projeto: criação da sequencia de DNA da primeira planta fluorescente utilizando um software que se chama Genome Compiler .

Etapa 2 – Impressão: trata da impressão do DNA com o Cambrian Genomics, que é o primeiro sistema capaz de imprimir DNA usando laser.

Etapa 3 – Transformação: nesta ultima etapa é feita a transformação do DNA personalizado na planta.

Captura de Tela 2016-05-31 às 10.10.09

*Na pratica: a equipe que trabalha neste projeto pretende enviar sementes para aqueles que apoiam a causa, o que possibilitará uma experiência mais próxima desta nova tecnologia, além de uma reprodução massiva da mesma.

Media-TIC / Enric Ruiz Geli 

  • Arquitetos:
Enric Ruiz Geli
  • Localização: Barcelona,
  • Fotografias: 
Iwan Baan
  • Ano : 2007
  •  Pisos: 8
  • Área Bruta: 3.572 m2
  • Área Construída: 23, 104 m2
  • Orçamento: $ 20,791,486 €

00Untitled

 

 

O Edifício Media-TIC teve sua construção fomentado pelo Consórcio para a Zona Franca, está localizado no distrito 22@ Barcelona, entorno do Parc Barcelona Media. Concebido pelo arquiteto catalão Enric Ruiz Geli para ser ponto de encontro com instituições e empresas no mundo da comunicação da informação e principalmente da tecnologia em Barcelona. O projeto estimulou novas idealizações ao campo da arquitetura, tornando-se uma sede emblemática do mundo digital conduzindo e propagando novas tecnologias, além de ser um espaço cívico, socialmente aberto.

 

000 0000

Seu formato cúbico é constituído por ferro e coberto por uma membrana de plástico inflável, que proporciona a visão interna do edifício. O recurso inovador possui a utilidade funcional como instrumento regulador de temperatura, umidade e luz. Este material híbrido é conhecido pela sigla ETFE (Etileno Tetrafluor etileno), considerado um protetor solar com grandes resultados, utilizando pouco material obtendo leveza e elasticidade.

00000

A “mebrana” do ETFE contem sensores, que dependendo da energia solar existente, aciona automaticamente os mecanismos que o fazem inflar. Estes sensores são energeticamente independentes. O recurso permite uma considerável economia energética, além de ambientalmente sustentável. A fachada do cubo de 38m de altura e o revestimento ETFE que a cobre estão dispostos conforme sua orientação e incidência solar.

 

000000 01

 

1Media-ICT Bioluminescent Structure: https://vimeo.com/20872197

O edifício é constituído por uma estrutura de aço principal formada por treliças com tinta Bioluminescente, uma estrutura em rede que suporta o edifício, evitando pilarares no piso térreo, que compreende espaços abertos flexíveis translúcidos.

111Media-ICT_ETFEs Section https://vimeo.com/20799229

11  Media-ICT_Bioluminiscencia: https://vimeo.com/20794755

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s