Como a tecnologia transformou a Arquitetura

Quando falamos sobre arquitetura contemporânea, logo pensamos em formas e volumes de arquitetos como Rem Koolhas, Zaha Hadid, Renzo Piano e Norman Foster que se aliam a tecnologia para tornar exequível a geometria complexa de cada obra.

Esta complexidade é gerada a partir da tecnologia, que esta mudando a arquitetura. Em um sentido muito real, arquitetura e design utilizam a pesquisa e o desenvolvimento da tecnologia para impulsionar seu trabalho a novos patamares, apresentando prédios e produtos que não são apenas esteticamente melhores, mas também mais seguros ​​e funcionais.

Resultado de imagem para zaha hadidZaha Hadid – Heydar Aliyev Center

Atualmente, não podemos mais contar apenas com o avanço da tecnologia construtiva. Com o desenvolvimento dos softwares chegamos a todas e quaisquer etapas projetuais – dos mais simples aos com maior grau de complexidade, tornando o desenvolvimento mais simples e com melhor resultado.

Resultado de imagem para software parametrico

Programa Rhinoceros

“Para um projeto menos complexo, como uma casa simples, é possível até dispensar o uso de software. Mas têm projetos que não podem existir sem essa tecnologia”, explica José Wagner Garcia, arquiteto da Noosfera Projetos Especiais e doutor em arte e ciências pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos Estados Unidos.

O contraste com a arquitetura moderna é grande, onde antes tínhamos uma fonte de revolução industrial, em que as indústrias desenvolviam elementos em serie, com tamanhos e formas padrões, hoje a tecnologia também nos traz sustentabilidade e conforto térmico, além de recursos naturais que independem do volume desejado.

Para entender melhor a relação desenvolvida entre a tecnologia e arquitetura, devemos analisar e relacionar edifícios modernistas e contemporâneos. Ao estudar o edifício o SAS Royal Hotel ( 1958-60) do Arne Jacobsen e o Roy and Diana vagelos Education Center (2016) do Diller Scofidio + Renfro, percebemos de cara em qual época cada edifício foi construído. Enquanto o primeiro tem formas e volumes puros através das linhas retas, o segundo já trabalha com geometrias complexas, com plasticidade e leveza.

Resultado de imagem para arne jacobsen hotel Resultado de imagem para Roy and Diana vagelos Education Center (2016) do Diller Scofidio + Renfro

SAS Royal                                           Roy and Diana V. Education Center

Este contraste arquitetônico começa através das ferramentas de desenho. O edifico moderno era pensado e desenhado a mão, sem uma tecnologia de apoio, logo um desenho mais rígido, pesado. Já o contemporâneo, também pensado através do croqui, tem como aliado a parametrização, onde é desenvolvido toda a forma e volume do edifício e das peças únicas.

Segundo o Arquiteto Albert Wimmer, o projeto da estação central de Viena só deu certo devido a tecnologia computacional de apoio, onde a cada desenvolvimento do projeto ele acontecia de uma forma paramétrica. Segundo ele, a cada mudança de desenho em uma peça todas as outras se ajustavam em tamanho, e isso acontecia devido a parametrização.

Resultado de imagem para wien station

Estação Central de Viena

A tecnologia construtiva associada a arquitetura, desenvolveu o que era o estilo moderno e hoje o que é o estilo contemporâneo. O modernismo acontece em um período de Revolução Industrial, com materiais padrões e pré-fabricados como o vidro e o ferro por exemplo. No edifício do Jacobsen tem um raciocínio fabril, onde a caixilharia de vidro e metal segue sempre com as mesmas dimensões, encaixando perfeitamente ao volume. Mas quando olhamos o edifício contemporâneo, percebemos que os materiais são construídos propriamente para o momento. A tecnologia hoje permite que isto ocorra, desenvolvendo produtos exclusivos.

Resultado de imagem para arne jacobsen hotel     Resultado de imagem para Roy and Diana vagelos Education Center (2016) do Diller Scofidio + Renfro

Resultado de imagem para arne jacobsen hotel

Resultado de imagem para Roy and Diana vagelos Education Center (2016) do Diller Scofidio + Renfro

João Paulo Teixeira e Gabriela Cohen.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s